Trauma Ortopédico

Fraturas e Trauma Ortopédico

O Trauma ortopédico é definido como lesões músculo esqueléticas resultantes de acidentes que variam desde traumas de baixa energia, como acidentes domésticos, quedas simples, entorses; até traumas de alta energia, como acidentes de trânsito, queda de alturas ou mesmo resultantes de esporte de alto rendimento. Outro tipo de fratura que aumentou sua incidência consideravelmente nos últimos anos, é a fratura secundária a osteoporose, como fraturas do quadril e do úmero.

São lesões que frequentemente incapacitam o paciente por períodos de tempo variados, dependendo da gravidade da fratura, da qualidade da assistência ortopédica e da adesão ao tratamento. Levando mesmo a um impacto sócio-econômico na vida dos pacientes.
Foi se o tempo em que a cirurgia de trauma ortopédico era vista como algo agressivo e rudimentar. Com a evolução da sociedade, com seus meios de locomoção de alta velocidade, ambientes profissionais e esportivos cada vez mas competitivos e exigentes; o Trauma precisou acompanhar essas mudanças e se tornou uma sub-especialidade da ortopedia, onde o treinamento e a tecnologia caminham juntos.

 As fraturas se tornaram frequentemente mais complexas, com maior lesão dos tecidos que envolvem o osso, verdadeiros desafios para o cirurgião ortopédico. Hoje utilizamos técnicas de fixação minimamente invasivas, permitindo um melhor manejo das partes moles que envolvem a fratura, reduzindo assim as complicações. Por essas técnicas, implantes são introduzidos por incisões pequenas, como hastes que ficam dentro de ossos longos (ex: no fêmur, na tíbia e no úmero) ou mesmo placas para fraturas periarticulares.

 

haste femoral   img trauma ortopedico 2    img trauma ortopedico 3


Além de fraturas agudas, faz parte da especialidade o diagnóstico e tratamento de fraturas que não evoluíram de forma satisfatória, seja por complicações ou por decisões equivocadas. As fraturas que não consolidam no tempo adequado são chamadas de pseudoartrose, elas podem ter origem por falha de estabilidade mecânica ou suporte biológico. Há também fraturas que consolidam viciosamente, com deformidades que  podem causar perdas estéticas e funcionais, sobrecarregando outras articulações, contribuindo para aumento nos desgaste articular (osteoartrose) e dor.

 
Nossa equipe é formada por especialistas que receberam formação atualizada e hoje participam administrando cursos, palestras e aulas em congressos, contribuindo com o treinamento e atualização de profissionais.